Aquidauana, Bela Vista e Bonito já têm cerca de 70 famílias desabrigadas

A Cedec (Coordenadoria Estadual da Defesa Civil) de Mato Grosso do Sul informou que os municípios de Aquidauana, Bonito e Bela Vista foram os mais atingidos pelas chuvas do últimos dias. Apesar da trégua nesta quarta-feira (21), as cidades estudam declarar situação de emergência devido ao número de desalojados.

Em Aquidauana, a 143 km de Campo Grande, o nível do rio que dá nome à cidade subiu ainda mais durante esta madrugada. Segundo o secretário de assistência social, Marco Chave, até a meia noite haviam 78 pessoas nos três abrigos criados pela Prefeitura. O coordenador da Defesa Civil de Aquidauana, Mario Ravaglia afirma que não é possível medir o nível do rio. “O rio já passou dos 10 metros e nossa régua já não mede mais, não tem como ver. A estimativa é que esteja entre os 11 e 12m de altura”, afirma. Boletim divulgado pela Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) nesta quarta-feira (21) afirma que o rio Aquidauana entrou em emergência ao atingir o segundo maior nível de cheias dos últimos 50 anos.

Os rios Miranda e Formoso causaram transtornos para famílias em Bonito, a 300 km da Capital. De acordo com o coordenador de Defesa Civil, Alexandre Ferro, na terça-feira (20), cerca de 15 famílias foram desalojadas na área urbana, mas já conseguiram voltar para suas casas. O coordenador explica que ao serem desalojados, os moradores saem de suas casas temporariamente por segurança e vão para casas de conhecidos, já os desabrigados têm que receber apoio da Prefeitura e podem até perder suas casas com os estragos. Ele afirma que nas áreas rurais o impacto é maior pela presença dos rios. Midiamax

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta