Briga por manobra em estacionamento causou morte a tiros em conveniência

O assassinato de Arlei dos Santos Sorrilha, de 30 anos, no último sábado (2), em Campo Grande, na Rua Euclides da Cunha, região nobre da cidade teria sido motivada pela manobra do carro feita pelos suspeitos.

Em depoimento nesta segunda-feira (4), um dos suspeitos teria dito ao delegado que cuida do caso Mário Donizete, que tudo começou quando foram dar marcha ré no veículo Volkswagen Gol e a vítima passava por trás do carro.

Arlei não teria gostado e ido bater na janela do motorista começando uma discussão, com os dois. Momento em que um deles teria entrado em luta com a vítima e um funcionário tentado separar a briga, sem sucesso.

Para fugir do flagrante, os suspeitos ficaram escondidos em uma chácara de um amigo próximo a Campo Grande. Arlei foi morto com cinco tiros, sendo que dois atingiram o peito e três as costas. Midiamax

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta