Para incentivar leitura, professora faz Instagram inspirado em escritora inglesa

Escritora inglesa virou tema para clube do livro e Instagram (Foto: Wendy Tonhati)

Escritora inglesa virou tema para clube do livro e Instagram (Foto: Wendy Tonhati)

Jane Austen é uma das principais escritoras inglesas e passados mais de dois séculos da sua morte, continua entre as mais lidas, com fãs que leem, discutem e colecionam as obras. A professora Elisângela Sanábria, de Campo Grande, é uma das fãs de Jane Austen. Inspirada na escritora, ela criou um Instagram literário, com fotos fofas e produzidas especialmente para as redes sociais como forma de incentivar e dar dicas de leitura no @sanabriabooks.

“Quando eu comecei o Instagram, foi para desmistifica isso das pessoas acharem que Jane Austen é só um romancezinho. Também para aumentar esse amor que as pessoas tem pela leitura. Às vezes, a gente tem isso de leitura em quantidade, de dizer que leu tantos livros, tantas páginas ou não lê nada. É para mostrar que, às vezes, a gente não consegue ler todo dia, mas que dá para ler nem que seja um pouquinho”, conta a leitora que até hoje guarda os livros que os pais liam para ela e alguns onde ela apreendeu a ler.

A ideia surgiu após um uma viagem de Elisângela para a Bienal do Livro, em São Paulo, no ano passado. Para ela, estar na Bienal, em meio a tantos livros, escritores e editoras, foi a realização de um sonho. “Quando eu entrei, falei: eu estou realizando o sonho da minha vida, porque eu sou formada em Letras e sempre amei a literatura e os livros”.

O livro mais conhecido da escritora inglesa é Orgulho e Preconceito que já teve inúmeras adaptações para cinema e televisão. O último filme é de 2005 e conta a história do casal Darcy e Elizabeth, porém, o primeiro livro da escritora inglesa que Elisângela leu foi Persuasão, uma das obras menos conhecidas.

Ela diz que algumas pessoas têm a ideia de que Jane Austen é um romance leve. “Tem muito preconceito. Gente que acha que é só romance, leitura simples, uma novela. Mas, na verdade, não é. Ela faz uma crítica à sociedade, à posição da mulher, da sociedade patriarcal e coisas que eles gostavam, mas com um humor ácido”.

Hoje, ela é uma especialista no assunto. “Eu comprei a biografia que o sobrinho-neto dela fez e eu fui me apaixonando. Eu fui pesquisando sobre a vida dela e expandindo para romances históricos que são baseados na história da Jane Austen”.

Antes de criar o Instagram para interagir com outros leitores e, principalmente, com os fãs de Jane Austen, Elisângela já participava de grupos de leitura e mantém até hoje o hábito. As reuniões são feitas pela internet e WhatsApp.

A literatura também acompanha Elisângela até no nome de um de seus cachorrinhos: Totó, em homenagem ao Mágico de Oz.

Hoje, além de ter lido toda a obra da escritora inglesa, ela passou a procurar por livros sobre a biografia da escritora e obras derivadas e até inusitadas como o livro de receitas da apresentadora americana MarthaStewart que une Orgulho e Preconceito e receitas. Na estante também há obras clássicas como Os Miseráveis e contemporâneas como o livro da Marie Kondo, expert da organização. Campo Grande News

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *