Polícia confirma que decapitado em foto é jovem desaparecido

O delegado Márcio Shiro Obara, da Delegacia Especializada de Repressão a Homicídios (DEH), confirmou a identidade da vítima que aparece decapitada em fotos compartilhadas nas redes sociais. Trata-se de John Hudson dos Santos Marques, de 27 anos, que estava desaparecido desde o dia 14 de fevereiro no Bairro Zé Pereira, em Campo Grande.

Ontem, familiares reconheceram o rapaz por meio das imagens. De acordo com a Polícia Civil, indícios apontam que Hudson era ligado à facção Comando Vermelho, que atua principalmente nos morros do Rio de Janeiro, e foi alvo de retaliação por parte de rivais do Primeiro Comando da Capital (PCC).

“O PCC não permite que outra facção se instale para operar no tráfico de drogas na região”, disse Obara, lembrando que o rapaz atuava como espécie de contato do tráfico em Mato Grosso do Sul. “Se olhar as fotos dele nas redes sociais, verifica que viajava com frequência para o Rio de Janeiro [local onde o CV tem mais força], o que reforça ligação com a facção”.

Conforme noticiado, Hudson estava em casa com a namorada no Zé Pereira, quando saiu para fumar na frente do imóvel, não sendo mais visto desde então. A polícia foi acionada e, durante investigações, descobriu que a família havia recebido fotos de uma pessoa decapitada. Mais tarde, os próprios familiares, com base em informações colhidas pela polícia, confirmaram ser Hudson. Nenhum suspeito foi identificado até o momento. Correio do Estado

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta