Cassilândia: Violência doméstica cresce e vira ocorrência corriqueira na cidade

Violência contra a família é inaceitável e tem que ser punida com o rigor da lei

Praticamente todas as semanas há casos e mais casos de violência doméstica, principalmente contra a mulher e crianças, em Cassilândia, inclusive praticada por pessoas insuspeitadas, da chamada alta sociedade, que deveriam dar bons exemplos, mas que hipocritamente pregam lindos discursos sobre a moral e os bons costumes. E violência seguida da hipocrisia se torna ainda mais hedionda, nojenta.

A Lei Maria da Penha precisa ser para todos e não apenas para os mais pobres, afinal violência gera mais violência e todos são iguais perante a lei – ou pelo menos deveria ser assim.

Cabe ao serviço público de segurança apurar caso a caso e fazer com que a lei seja cumprida por todos, pois ninguém é dono de ninguém e ninguém está acima da lei.

Nós não vivemos mais na era dos coronéis arrogantes e violentos, mas sim temos o Estado de Direito que existe para preservar direitos e deveres para todos.

Torcemos para que esses casos praticados por pessoas violentas cessem ou pelo menos diminuam e muito. Uma comunidade não pode ser controlada por intocáveis que subjugam os mais humildes.

Violência não! Esta é a nossa mensagem final. Da Redação

 

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta