Motoristas de comboio com cigarros já haviam sido presos em janeiro

Apreensão foi a segunda maior do ano no Brasil, conforme a PRF. (Fotos: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)Apreensão foi a segunda maior do ano no Brasil, conforme a PRF. (Fotos: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)

Os motoristas presos pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) na quinta-feira (15) em um comboio que levava 2,25 milhões de maços de cigarros contrabandeados, naquela que foi a segunda maior apreensão do país em 2018, já haviam sido detidos em 20 de janeiro deste ano pelo mesmo crime. A informação é da própria autoridade policial, ao confirmar que os condutores foram flagrados no mês passado carregando 2,4 milhões de maços do produto ilegal em Jaraguari (a 44 km da Capital) –a maior ação do ano no Brasil.

O carregamento apreendido nesta quinta-feira (15) em Sidrolândia –a 71 km de Campo Grande– resultou em prejuízo superior a R$ 12 milhões aos contrabandistas. A carga, transportada em veículos com placas de Goiás, seria levada para Rondonópolis (MT).

Quatro dos cinco motoristas (com idades entre 28 e 30 anos) foram presos. Um quinto condutor conseguiu fugir. Os veículos, a carga e os detidos foram trazidos para Campo Grande.

Flagrante – Conforme a assessoria da PRF, a apreensão teve início na quinta, na BR-060, em Sidrolândia, envolvendo diversas equipes da PRF. Primeiro, três carretas foram interceptadas. Os veículos levantaram suspeitas por trafegarem juntos em uma via comumente usada para a ligação com o Paraguai. Campo Grande News

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta