Corpo de professora vítima de ataque à creche é enterrado em Janaúba

Jéssica Morgana estava internada desde o ataque em Janaúba (Foto: Reprodução/Facebook)

Foi enterrado na tarde desta terça-feira (5) o corpo da professora Jéssica Morgana, vítima do ataque à creche Gente Inocente em Janaúba, no Norte de Minas.

Jéssica morreu de segunda-feira (4) no Hospital Santa Casa, em Montes Claros, onde ficou internada desde o dia do ataque, no dia 05 de outubro deste anoNo velório, parentes e amigos se mostraram muito emocionados com a morte da jovem de 23 anos.

A vendedora Crislaine Campos é amiga da Jéssica desde a adolescência; ela afirma que a notícia pegou a todos de surpresa.
“Fiquei muito surpresa, nem acreditei. Ela ficou 15 dias no CTI, depois foi para o quarto. Sempre fui ficar com ela.

Fiquei praticamente todos os dias. Pedia para eu ficar penteando. Morgana era uma pessoa muito boa. Não vou esquecer nunca”..

Nesta terça-feira (5) completam-se dois meses da tragédia que vitimou 12 pessoas, e ainda o autor do ataque; o vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, ateou fogo na creche onde trabalhava, em Janaúba, na manhã do dia 05 de outubro deste ano.

Segundo informações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o vigia do Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, no Bairro Rio Novo, jogou álcool em crianças e nele mesmo e, em seguida, ateou fogo. No horário havia 75 crianças e 17 funcionários na escola.

Damião chegou a ser internado, mas morreu horas depois.
Cinco pessoas continuam internadas após o ataque. Dois pacientes Santa Casa em Montes Claros em estado estável de saúde; e em hospitais de Belo Horizonte três pessoas continuam internadas, dois casos ainda são considerados graves.

Indenizações

O município de Janaúba assinou junto ao Ministério Público de Minas Gerais um acordo para iniciar o pagamento de indenizações às vítimas do ataque à creche. O início dos pagamentos serão a partir do mês de janeiro de 2018.
“As indenizações partiram desde o ocorrido na creche. O município procurou antecipar uma possível indenização às vítimas. Então, entendeu-se com o MP para formalizar este acordo e começar a pagar as vítimas pelas perdas. Estas indenizações estão sendo por conta exclusivamente do município, ele mesmo irá indenizar as vítimas. E estas indenizações serão pagas de acordo com o grau de lesão de cada vítima; então serão graduadas por morte, por lesão grave, lesão leve. Serão graduadas para se aferir o valor”, explica a procuradora do município, Neide Lopes Lacerda. G1

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged , .

Deixe uma resposta