MS chega aos 42 anos com 2,7 milhões de moradores e polêmica sobre ‘criação’

Foto: Arquivo/Midiamax

11 de outubro, sexta feira. Mato Grosso do Sul chega aos 42 anos de idade com população estimada em 2.778.986 milhões de pessoas e polêmica gerada nos últimos dias sobre a mudança do termo divisão para criação, definida por projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa.

No fim do mês passado, projeto de lei que tinha como proposta mudar o termo ‘divisão’ para ‘criação’ de Mato Grosso do Sul começou a tramitar na Assembleia. A ideia foi aprovada, nesta quarta-feira (9), por unanimidade, 17 deputados.

A iniciativa se baseou no fato de que Mato Grosso do Sul não apenas se ‘separou’ do Mato Grosso em 1977, mas foi criado pelo então presidente Ernesto Geisel, ao assinar a lei complementar nº 31. O projeto aprovado na Assembleia ainda depende da sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), e se começar a valer, na prática, apenas mudará a nomenclatura do ato divisão para criação.

Entre os sul-mato-grossenses, a ideia gerou polêmica. Muita gente achou a proposta desnecessária porque na prática pouca coisa muda. Outros, no entanto, concordaram com o novo termo porque dá “independência” a Mato Grosso do Sul.

Nas redes sociais do Jornal Midiamax, o assunto gerou dezenas de comentários. Para conferir clique aqui.

População

Voltando um pouco aos números, quando o assunto é população, conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Mato Grosso do Sul está na 21ª colocação em ranking nacional incluindo todos os estados. Somos o 7º com menor população, ficando a frente de Roraima, Amapá, Acre, Tocantins, Rondônia e Sergipe.

Com base nos dados de 2010, ano do último censo divulgado pelo IBGE, mais de 351 mil sul-mato-grossenses viviam na área rural. A população na área urbana passou de 919.256 habitantes, em 1980, para 2.748.023, em 2018. Por outro lado, a população na área rural diminuiu: eram 450.513 habitantes em 1980, e em 2010, esse número passou para 351.786 habitantes.

A PNAD 2017 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) revelou que 42,4% da população de Mato Grosso do Sul se declarou branca, 6,3% preta e 49,9% parda. Do total da população, 48,8% são homens e 51,2% mulheres.

Segundo o Censo 2010, mais de 50% das mulheres de 10 anos ou mais que tiveram filhos em Mato Grosso do Sul tinha entre 25 e 49 anos de idade. A taxa de alfabetização das pessoas de 5 anos de idade ou mais, em Mato Grosso do Sul, é de 92,55%, 10a maior do país, sendo dados da PNAD 2017.

Educação

Dados sobre a Educação do Estado, atualizados no ano passado, mostram que estavam matriculados no Ensino Fundamental 404.114 mil crianças, no Ensino Médio eram 102.123 mil estudantes. Professores que atuam no Ensino Fundamental eram 21.965 e no ensino médio 7.880. Os dados são do Ideb (Índice do Desenvolvimento da Educação Básica).

Trabalho e rendimentos

Em relação ao trabalho dos moradores, o rendimento mensal domiciliar per capita no ano passado era de R$ 1.439,00 no Estado. Outro número que chama atenção é o que revela a quantidade de pessoas com 16 anos ou mais empregadas em trabalho formal. Nos dados de 2016, últimos disponíveis, era mais da metade da população de Mato Grosso do Sul: 60,5%

Trânsito

Além do perfil da população em relação a educação e trabalho, o Jornal Midiamax também traz levantamento relacionado ao trânsito de Mato Grosso do Sul. Números do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) revelam que desde o início de 2019 até agora foram registrados 7.699 acidentes no Estado.

Os números levam em conta acidentes que têm o acionamento da Polícia de Trânsito para registro do caso. Mais da metade das colisões ocorreram durante o dia. Campo Grande é responsável por 56,67% dos acidentes do Estado, Dourados é o segundo do ranking com 8,66% do total de acidentes, Três Lagoas é o próximo da tabela com 8,53%.

Falando em acidentes, a frota de veículos registrados em Mato Grosso do Sul também vale ser lembrada. Você sabia que branca é a cor de carro preferida de quem mora aqui? 22,13% do total de veículos registrados em MS têm essa cor. As cores preta, prata, vermelha, cinza e azul são a sequência do ranking. Midiamax

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *