Com economia de até R$ 200, novas regras para obter CNH já estão valendo

Dentre as mudanças, estão a diminuição do número de aulas práticas e uso facultativo de simulador

Já estão em vigor os efeitos da Resolução 778 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que altera algumas exigências para obtenção da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), além de facultativo o uso de simuladores de direção veicular para obtenção do documento.

Entre as principais mudanças, estão um número menor de aulas obrigatórias e também a opção de não utilizar os simuladores de direção veiculas – o que deve resultar em redução de até 15% no custo de obtenção do documento. Em MS, a economia poderá alcançar cerca de R$ 200.

“Uma economia que pode variar de R$ 150 a R$ 200, já que caiu o número de aulas obrigatórias e que o uso do simulador é facultativo”, declarou o presidente do SindiCFC-MS (Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso do Sul), Wagner Prado.

Mudanças

Além de tornar o uso de simulador facultativo, a resolução determina a redução no número de aulas práticas mínimas – de 25 para 20 h/aula, para processos de obtenção da categoria B (automóveis).

No caso da categoria A (motocicletas), o mínimo será 15h/aula. Em ambos casos, pelo menos 1h/aula deverá ser feita no período noturno. Já no caso de ciclomotores, a carga horária mínima será de 5h/aula.

A medida determina, ainda, que caso o condutor opte pelo uso do simulador, das 20h/aula necessárias para a categoria B, 15 h/aulas serão em veículos da autoescola e as restantes no equipamento, sendo que as aulas com simulador devem anteceder as práticas.

Midiamax

 

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *