Pedreiro é preso por violência doméstica e com objetos furtados

Pedreiro é preso por violência doméstica e com objetos furtados

Um pedreiro foi preso por violência doméstica e com objetos furtados na madrugada deste domingo (06) na Vila Imperial em Três Lagoas, cidade a 325 quilômetros de Campo Grande.

Policiais foram acionados para uma ocorrência de furto e em seguida, ainda no mesmo bairro, foram solicitados para atenderem uma ocorrência de violência doméstica.

No local do crime de furto, a vítima disse aos policiais que a sua casa havia sido furtada. Também contou que da casa foram levados uma TV, um celular Samsung, correntes de ouro, anel, bolsas de escola e um vídeo game. O registro da ocorrência foi realizado para que providência fossem tomadas.

Durante atendimento da primeira ocorrência, a guarnição foi acionada para atender, no mesmo bairro, uma ocorrência de violência doméstica.

De acordo com a ocorrência, a vítima, uma mulher de 36 anos, relatou aos policiais que o seu ex-amásio pulou o muro da sua residência, a agrediu verbalmente e em seguida desferiu socos na sua face, que resultou em uma lesão no nariz com sangramento intenso. A vítima relatou que seus dois filhos menores de idade presenciaram toda a ação do homem.

A vítima salientou que está a cerca de um mês separada do indivíduo 38 e, a violência doméstica foi a principal causa da separação do casal. Informou ainda que já tem registrado boletim de ocorrência contra o agressor.

Devido à agressividade, os policiais deram voz de prisão e utilizaram algemas para conter o meliante. O autor foi levado até a sua residência para maiores averiguações, uma vez que há evidências que apontam o local como possível ponto de venda de drogas. No local, um comparsa do agressor ao perceber a presença das autoridades se evadiu pulando o muro do imóvel tomando destino ignorado.

Durante vistoria no imóvel, foi encontrado uma TV da marca Sony e um aparelho celular Samsung. Após conferência no sistema, os policiais constataram que eram os objetos furtados da primeira ocorrência atendida anteriormente no mesmo bairro.

Frente da comprovação do crime, o agressor e os objetos recuperados foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para a tomada de providências cabíveis. A vítima de agressão também foi ouvida e deseja representar criminalmente contra o seu agressor. Midiamax

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *