Filme “Para Sempre Chape” narra tragédia e reconstrução

Filme "Para Sempre Chape" narra tragédia e reconstrução - Crédito: Reprodução

Filme “Para Sempre Chape” narra tragédia e reconstrução

“É o sorriso da cidade”, diz um torcedor sobre o time de Chapecó num dos depoimentos mais espontâneos reunidos no filme Para Sempre Chape.

Disponível na Netflix desde o começo de outubro, o documentário propõe uma retrospectiva da tragédia e da reconstrução do clube após o acidente que deixou 71 mortos em novembro de 2016, quando a equipe viajava a caminho de Medellín, na Colômbia, para a disputa da primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

O longa, dirigido pelo americano radicado no Uruguai Luis Ara, levou meses para estrear. Antes intitulada O Milagre de Chapecó, a produção pegou de surpresa familiares das vítimas, que não sabiam da existência do documentário, quando um trailer foi exibido nos cinemas. A Associação dos Familiares das Vítimas do Voo da Chapecoense (Afav-c) conseguiu barrar o lançamento na Justiça, mas depois houve acordo e o projeto foi liberado.

Com um formato bastante tradicional, próximo de um especial televisivo de fim de semana, a produção começa contando a rápida ascensão do Verdão do Oeste no futebol brasileiro. Fundado em 1973, o clube era conhecido apenas em Santa Catarina até poucos anos atrás. Entre 2009 e 2014, subiu da Série D do campeonato nacional para a elite, a Série A.

Foi justamente em sua segunda aventura internacional – na primeira, em 2015, acabou eliminado por pouco para o tradicional River Plate (Argentina), também na Sul-Americana – que a Chape foi do auge à quase extinção.

Além de jornalistas e membros da comissão técnica, grandes ídolos morreram a bordo do avião da LaMia, como o goleiro Danilo – herói da classificação para final da Sula 2016, em partida dramática contra o San Lorenzo (Argentina) – e o atacante Bruno Rangel, maior artilheiro da história da agremiação. Roma News

Assista o Trailer:

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *