Advogados pedem proteção policial para agiota vítima de atentado

Advogados da família de Salém Pereira Vieira, 36 anos, solicitaram o pedido de proteção policial enquanto ele estiver internado na Santa Casa de Campo Grande. Salém foi alvo de pelo menos sete tiros em atentado, no inicio deste mês em frente a uma creche pela Rua Jaime Ferreira Barbosa, no bairro Guanandi, em Campo Grande.

Ele é apontado como agiota e um dos envolvidos no esquema do “Golpe dos Cheques em Branco”, e que tem como um dos personagem o ex-prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte.

O pedido foi protocolado nesta segunda-feira (19) na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, onde tramita o inquérito do atentado e também no Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado).

O pedido teria sido solicitado aos advogados pela família da vítima, que receia um novo atentado contra ele. “Eles temem que possam querer ‘terminar o serviço’, no hospital, principalmente pela forma violenta como ocorreu o atentado”, confirmaram os advogados da família, Marcelo Moccelin e Mikhail Monteiro. Campo Grande News

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta