Mulher mata o marido e alega que não se lembra do crime porque estava bêbada

Fabiliana Fernandes, 38 anos, matou o marido, Vergilio Lopes, 43, a facada, na madrugada de hoje, na aldeia indígena Amambai, no município de mesmo nome. Após o crime, ela chamou o cunhado e disse que o esposo teria passado mal.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, Polícia Civil recebeu denúncia de que havia ocorrido um homicídio na aldeia. No local, equipe confirmou a denúncia e encontrou a vítima dentro da residência onde morava.

Testemunhas disseram que a vítima estava bebendo com a esposa e amigos e, por volta das 17h de ontem, os amigos foram embora e ficou na casa apenas o casal na residência.

Ao ser questionada, Fabiliana confessou que desferiu um golpe na perna do marido, mas que estava bêbada e não se lembra do motivo.

Após esfaquear Lopes, suspeita o arrastou para dentro da casa, trocou as roupas da vítima e, como havia muito sangue, jogou água e varreu o local. Em seguida, ela chamou o cunhado, dizendo que o marido estava passando mal. Quando o rapaz chegou ao local, Vergilio já estava morto.

Mulher foi presa e encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil, onde o caso foi registrado como homicídio simples. Correio do Estado

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta