Barroso intima diretor da PF por declarações sobre inquérito de Temer

Roberto Barroso intimou o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia – Foto: Felipe Sampaio/STF

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Roberto Barroso intimou o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, a confirmar as declarações de que a tendência é arquivar a investigação sobre o presidente Michel Temer.

Em despacho, o ministro, que é relator do inquérito no Supremo, disse ter considerado “manifestamente imprópria”, afirmando que ela pode, em tese, “caracterizar infração administrativa e até mesmo penal”.
Barroso determinou também a Segovia que se abstenha de novas manifestações a respeito.

Nesta sexta-feira (9), em entrevista à agência de notícias Reuters, Segovia disse que não há provas de crime contra o presidente da República, Michel Temer, no inquérito que trata de um decreto para a área portuária.

Disse ainda que, se a Presidência da República acionar formalmente a PF a propósito do tom de perguntas feitas por escrito a Temer pelo presidente do inquérito, Cleyber Lopes, poderá ser aberto um procedimento administrativo disciplinar contra o delegado. Folha Press

Compartilhe:
Posted in Noticias.

Deixe uma resposta