Menina de 8 anos lança livro em escola : ‘Adoro escrever’

Livro de Anne Ellen foi vendido no dia do lançamento (Foto: Bruna Barbosa/ G1)

Com direito à sessão de autógrafos, a estudante Anne Ellen Lima Fontana, de oito anos, que cursa o 3º ano do ensino fundamental, lançou o livro “Uma poesia em cada olhar”, na quinta-feira (7). Ela estuda na Escola Municipal Senador Darcy Ribeiro, localizada no Bairro Jardim Industriário I, em Cuiabá.

“Fiz uma promessa para mim mesma e nunca vou esquecê-la. Prometi que nunca ia parar de fazer livros, adoro escrever e quando crescer vou ser uma escritora”, contou Anne.

De acordo com a mãe dela, a comerciante Sandra Lima Rodrigues Fontana, a menina já escreveu mais de 20 livros durante esse ano.

Segundo a professora Keila Aparecida dos Santos, a ideia inicial era apenas digitar e imprimir o livro, mas com alguns patrocínios a escola conseguiu publicar o livro.

“Mostrei as histórias dela para o diretor e para a coordenadora, mas no início iríamos só imprimir. A ideia de lançar o livro e fazer a sessão de autógrafos foi totalmente despretensiosa e espontânea”, contou.

A professora criou o projeto “Letras que falam” para incentivar a leitura e a escrita dos alunos. Em uma das aulas, Anne entrou na sala com uma pasta cheia de histórias escritas por ela e entregou aos colegas.

“Uma das histórias, que também foi publicada no livro, foi feita para mim e chama-se ‘Princesa Keila’. Quando ela me entregou, eu li e achei muito interessante o que ela estava fazendo”, lembrou.

Para Anne, escrever histórias é uma forma de aprender novas palavras. Sandra contou que ela começou a se interessar pela leitura aos sete anos e desde então ocupa boa parte dos dias escrevendo.

De acordo com Sandra, a imaginação e a criatividade da estudante ficam expostas em cada uma das histórias. No livro “Uma poesia em cada olhar”, Anne escreveu sobre pai e filho que buscam por um sofá macio e um castelo assombrado por uma múmia.

“Sempre incentivei muito que ela continuasse escrevendo e estudando. Ela tem uma imaginação muito fértil, gosta de escrever e desenhar as imagens do livro. Toda semana preciso comprar papel para ela”, disse.

Para Sandra, a iniciativa da escola é importante para a formação dos alunos.

De acordo com Keila, o comportamente de Anne incentivou outros alunos, que também decidiram escrever livros.

“Hoje são poucas as pessoas que olham diferente e dão oportunidade para uma criança, ainda mais em uma escola pública. É gratificante saber que outras crianças também viram nela um exemplo”, disse a mãe.

Weslainy se inspirou na colega e também escreveu livro (Foto: Bruna Barbosa/ G1)

 

Livro de Anne Ellen foi vendido no dia do lançamento (Foto: Bruna Barbosa/ G1)

O mundo de Betani

Uma das alunas que teve Anne Ellen como inspiração foi Weslainy Carla França Silva, de 10 anos, que também escreveu um livro durante a realização do projeto. Para escrever, ela se inspirou na vida de uma amiga, que se mudou para São Paulo.

“Quis escrever um livro sobre a vida da minha amiga, depois que ela se mudou de Cuiabá. Gosto de escrever sobre as pessoas e sobre os dias na escola”, contou Weslainy, que estuda na mesma sala de Anne Ellen.

De acordo com o pai dela, Jean Conceição da Silva, Weslainy sempre gostou de ler. Por causa do projeto, ela começou a ser incentivada a escrever histórias e já produziu dois livros.

“Achei o máximo quando descobri que ela tinha escrito um livro sozinha. Desde sempre ela gostou de ler e agora diz que quer ser escritora”, disse.   G1

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged , .

Deixe uma resposta