Marun entrega relatório da CPI da JBS e pede prisão de Janot por ‘subversão’

O deputado federal eleito por MS, Carlos Marun (PMDB), apresentou nesta terça-feira (12) o relatório final da CPMI da JBS. No documento, o parlamentar pediu o indiciamento e a prisão do ex-procurador-Geral da República, Rodrigo Janot.

Janot foi o responsável pelas duas denúncias apresentadas contra o presidente Michel Temer (PMDB) neste ano, e arquivadas na Câmara dos Deputados. Para Marun, o ex-Procurador-Geral da Repúblicateria cometido “subversão à ordem política”, conforme a Lei de Segurança Nacional.

“Me permite concluir que realmente houve uma conspiração com o objetivo de afastar o presidente. O resultado pretendido era que a cúpula da PGR interferisse na sua própria sucessão e isto é uma atitude ilícita”, assina Marun no documento. O relatório também pede a prisão do ex-chefe de gabinete de Janot, Eduardo Pelella.

“O senhor Janot e o senhor Pelella, a lei da prevaricação, do abuso de autoridade e também os considero inclusos na Lei de Segurança Nacional, pelo fato de terem incitado a subversão da ordem política do país”, completa o deputado. A pena pelo crime de subversão é de um a quatro anos de prisão. Midiamax

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged , .

Deixe uma resposta