Dançarina morta após show foi atingida por veículo parado para ajudá-la

Alessandra foi atropelada no km 62 da via Anchieta, em Santos (SP). O motorista fugiu do local. (Foto: Arquivo Pessoal)

Um motorista que parou para tentar socorrer a professora de dança Alessandra Andrade, vítima de um duplo atropelamento na Rodovia Anchieta, em Santos, no litoral de São Paulo, na madrugada do último sábado (2), conversou com o G1 e revelou detalhes sobre o acidente.

De acordo com a perícia realizada no local, o carro do rapaz foi atingido por um terceiro veículo e, segundo a polícia, foi projetado para cima da moça, que já havia sido atropelada anteriormente.

De acordo com a polícia, Alessandra, de 43 anos, pilotava uma moto quando, no km 62 da Rodovia Anchieta, foi atingida por um veículo que não parou para prestar socorro. Enquanto outros motoristas, que pararam para ajudar a moça, aguardavam a chegada do SAMU, um outro carro colidiu em um dos veículos que estava estacionado.

Ainda segundo a polícia, o carro atingido foi projetado para frente, atingindo Alessandra pela segunda vez. A moça não resistiu aos ferimentos.
Alex Sandro Alves, de 38 anos, é o motorista do veículo que foi atingido durante o socorro à Alessandra.

O homem conta que estava voltando para casa quando viu dois rapazes sinalizando o acidente. “Quando parei para ajudar, já tinha gente lá. Os caras estavam fazendo sinais para os motoristas desviarem porque a menina estava em cima da faixa da rodovia”, explica.

O motorista conta que desceu do carro para ajudar no socorro a Alessandra e deixou o próprio veículo parado próximo à vítima para preservá-la. “Ela estava em cima da faixa e parei meu carro para tentar proteger ela. Sinalizei o local, coloquei o triângulo e fomos para o acostamento”, conta.

Segundo Alex, pouco tempo depois, um outro carro que passava não teve tempo para trocar de faixa ao ver a sinalização do acidente e colidiu na traseira do carro dele que, consequentemente, foi jogado para frente. “Ela foi parar embaixo do meu carro.

Não sei como aconteceu. Parei para ajudar e acabei me envolvendo nessa história. É uma pena o que aconteceu com essa moça”, desabafa.
Alessandra, além de se apresentar, dava aulas de dança no SESI Santos. De acordo com amigos ouvidos pelo G1, a professora morava em Cubatão e estava voltando de um evento quando foi atingida pelos veículos. Segundo amigos, ela havia acabado de se apresentar em uma casa noturna da região após o show do cantor baiano Léo Santana.

Na mesma noite, ela anunciou que a apresentação havia sido a última que faria e que pretendia se ‘aposentar’ dos palcos.
A polícia está investigando o caso e, na tarde desta segunda-feira (4), Alex compareceu à Delegacia Sede de Santos para fazer perícia no veículo acidentado. Até o momento, o motorista do primeiro veículo que atropelou Alessandra não se apresentou à polícia mas, na hora do acidente, o para-choque do carro, com a placa de identificação, caiu na rodovia e já está com a equipe de investigação. Segundo a concessionária que administra a rodovia, as imagens da câmera de monitoramento não flagraram o acidente.G1

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged , , .

Deixe uma resposta