Cassilândia: Amigos de André Guilherme promovem nova carreata e protesto contra a sua prisão

Mensagem publicada no Facebook, em sua página, diz que André é inocente

Na noite de ontem, sexta-feira, 6, os amigos do jovem André Guilherme, de 18 anos, promoveram carreata pelas ruas de Cassilândia, repetindo o ato da quinta-feira, com dezenas de carros e motocicletas, buzinaço, cartazes e gritos de “André é inocente” e “Justiça”.

As versões sobre o suposto estupro que teria sido praticado contra uma criança, por sinal o próprio irmão de seis anos, são diversas e o que se sabe, por ouvir dizer pela cidade, é que a suposta vítima teria mudado a versão, culpando no início e depois inocentando o acusado.

A reportagem do Cassilândia Urgente ouviu diversos manifestantes dizerem praticamente a mesma coisa: André Guilherme teria sido vítima de uma mentira de pessoa com alguma ligação com a família e que seria um contumaz desafeto da mãe do acusado.

Os manifestantes acreditam que tudo já foi explicado, o que já teria sido motivo para se reconhecer que André seja de fato inocente e está faltando apenas ele ser libertado da Cadeia Pública de Cassilândia, localizada na Vila Pernambuco, local que foi incluído no trajeto da carreata tanto na quinta quanto na sexta-feira.

O Cassilândia Urgente não emite juízo de valor a respeito do caso, mas acredita-se que a Justiça se fará também neste caso que virou uma verdadeira polêmica em Cassilândia desde a segunda-feira quando ocorreu a detenção de André Guilherme.

Em casos de dúvida nada melhor do que a luz – a luz da verdade.

 

LEIA AGORA MATÉRIA PUBLICADA NO SITE MIDIAMAX, DE CAMPO GRANDE:

Prisão de suspeito de estuprar próprio irmão causa revolta em moradores

Suspeito está preso desde segunda-feira (3)

O tio do suspeito contou ao Jornal Midiamax que o sobrinho teria sido vítima de uma armação, pelo padrasto com quem já teria entrado em luta para defender a mãe das agressões do atual marido.

O suposto crime teria acontecido há 10 dias e o irmão de 6 anos do suspeito pelo estupro teria passado por exames, na cidade de Paranaíba, onde um médico teria atestado que a criança teria sido abusada sexualmente, com a introdução de um objeto no ânus.

Já segundo o tio do rapaz, dois médicos da cidade teriam feitos exames no menino e atestado que a criança na realidade estava com má higiene, com assaduras. “Meu sobrinho é um rapaz exemplar, isso tudo foi uma armação”, fala o tio.

Uma carreata foi feita na noite de ontem (quinta) em defesa do rapaz que está preso. Ainda nesta sexta deve acontecer uma audiência com os advogados que tentam um habeas corpus, na tentativa de libertar o suspeito. Midiamax
Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta