Cassilândia Urgente: Criança denuncia que era estuprada pelo avô

Após ouvir palestra em escola de Cassilândia, menina conta sobre estupro cometido por avôdrasto

Após ouvir uma palestra sobre abuso sexual infantil na escola, uma menina teve coragem de denunciar o avôdrasto de 54 anos, que a estuprava, na cidade de Cassilândia. O homem que chegou a ser condenado pelo crime acabou recebendo a liberdade para responder e recorrer pelo crime livre.

O ajudante de eletricista foi condenado a 11 anos e 2 meses de prisão, no dia 29 de março deste ano. Mas, em publicação do Diário da Justiça nesta quarta-feira (7), foi concedida a liberdade para que o homem responda pelo crime em liberdade, sem a prisão imediata do ajudante de eletricista que foi condenado.

Os abusos recorrentes começaram a acontecer em maio de 2016, na casa da vítima, que na época tinha 10 anos. Na época dos fatos, ele era convivente de da avó materna que era guardiã da criança. E mesmo despois da separação do homem com a avó da criança, ele continuava frequentando a residência.

O homem espiava a vítima em seu quarto de dormir, observando-a pelo buraco da fechadura, evoluindo para quando o ajudante de eletricista passou a entrar no quarto da vítima durante a noite, tirar suas roupas e passar as mãos em suas partes íntimas. Ele ainda ameaçava a criança para que não contasse sobre os abusos.

Ainda segundo a denúncia, o homem praticou atos libidinosos com a menina, que neste dia teria gritado de dor. A criança ainda disse que em certa ocasião, o avôdrasto teria se masturbado na sua frente dizendo para que ela olhasse “o que ele tem de grande”. Após meses de abuso, a vítima encorajou-se após uma palestra na escola sobre abuso sexual infantil, contou sobre os estupros para uma amiguinha e o Conselho Tutelar foi acionado. Midiamax

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .