Cassilândia: Jair Boni, o único a conquistar cinco mandatos de prefeito

Jair Boni Cogo

Jair é cassilandense, afinal chegou por aqui em 1974, isto é, há 46 anos, e ganhou o título de Cidadão de Cassilândia, outorgado pela Câmara de Vereadores.

Na história de Cassilândia, Jair é o político mais votado e também o único a conquistar cinco mandatos de prefeito.

Nós estamos publicando a sua história, extraída do livro A História de Cassilândia, de Corino Rodrigues de Alvarenga, e veja algumas outras fotos.

Na história de Cassilândia, Jair Boni Cogo é o único que vai ter fotografias na galeria dos prefeitos na , afinal foi gestor municipal nos anos 80, 90 e 2000,2020 tendo se tornado o maior realizador de obras da chamada Terra de Cassinha.

Jair Boni nasceu em Fernandópolis, interior de São Paulo, no dia 19 de dezembro de 1947, filho de Henrique e Antônia Boni Cogo, lavradores que viviam de roça de algodão, feijão, café e outras culturas.

Seu Henrique, para criar os 20 filhos, trabalhava duro e assim a família foi sobrevivendo com dificuldade. Dentre os filhos, um começou a dar demonstração de inteligência e aptidão para os estudos: o pequeno Jair. Ele começou a estudar no Grupo Escolar Joaquim Antônio Pereira. Concluído o primário, passou a estudar o curso secundário, o colegial, e, sempre com boas notas, ingressou na Faculdade Metropolitana (FMU), na capital paulista, formando-se em advocacia; após formado, fez estágio na própria faculdade no período de dois anos.

O jovem promissor Jair Boni preferiu trabalhar como administrador de empresas e casou, no dia 18 de dezembro de 1970, com Glória Aparecida, filha de família classe média da capital paulistana. Nasceram os filhos Luciana, Renata e Fábio.

O casal separou-se e Jair casou com Ilma Alves da Costa, em 1993, tendo o filho João Henrique, que comanda o Hotel Esplanada, em Cassilândia.

Com o falecimento de Ilma, Jair casou com Claudete Dosso, vereadora do PSDB, em 2001, e se tornou pai de Eduardo Dosso Boni Cogo.

Voltando um pouquinho no túnel do tempo, Jair Boni e a família deixaram São Paulo e vieram conhecer a região de Cassilândia no ano de 1974 depois de muito ouvir falar da boa qualidade das terras aqui em relação a preços de mercado, o que dava um bom custo-benefício em qualquer investimento, chegando a comprar uma gleba de terra do senhor José Cadete, de tradicional família de  nossa cidade.

Em que pese ser advogado formado, Jair sempre mesclou as tarefas de fazenda, comércio e política. Veio e implantou o sistema Voasin de pastagens bovinas, que consistia em dar maior rentabilidade ao pasto, cuja finalidade era alternar as tropas e gado, mudando-os de pastos à proporção em que iam se desgastando, mormente nos períodos de estiagem.

Jair instalou-se na cidade e logo de imediato foi conquistando a simpatia de todos devido ao seu carisma que é natural, sendo convidado pelos partidários do antigo MDB (atual PMDB) para ser candidato, vitória conquistada nas urnas de 1982, primeiro mandato e perspectivas de futuras vitórias nos pleitos cassilandenses.

Ele havia instalado em Cassilândia o Lojão da Construção, que foi uma das lojas de materiais para construção de grande sucesso nos anos 80.

Na condição de prefeito em seu primeiro mandato, Jair Boni Cogo obteve um dos maiores índices de aprovação, de acordo com pesquisas feitas na época, por ter feito uma verdadeira revolução administrativa, construindo grandes obras, abrindo estradas, construindo creches e escolas, fazendo cerca de 70% da pavimentação asfáltica na cidade, o prédio da Prefeitura, além de um longo rol de realizações, que lhe valeram, inclusive, os elogios do deputado federal de São Paulo, João Hermann Neto, que escreveu palavras favoráveis em seu livro Democracia Feita em Casa, citando que “no período de seu governo municipal, Jair Boni Cogo conseguiu, através de efetiva participação popular, tomar decisões de impacto na gestão pública. As obras, tidas como grandes, foram feitas mediante consultas populares. Os setores que envolvem a educação, saúde e assistência social receberam apoio da administração municipal, chegando a consumir cerca de 40% do orçamento geral do município”.

O deputado Hermann prosseguiu, destacando que “medidas importantes foram tomadas: o clube agrícola, o de engraxates, as creches, as pré-escolas, são exemplos de atividades que envolvem diretamente a comunidade, auxiliando-a. A organização do Conselho Municipal de Educação, composto por elementos de todos os segmentos de nossa comunidade, do pedreiro ao professor, é um outro exemplo marcante deste período administrativo. A constituição da Defesa Civil também dá a dimensão exata deste modelo participativo na administração municipal da cidade.”

Ex-prefeitos de Cassilândia como Ib Fabres de Queiroz, João Albino Cardoso e Joaquim Tenório Sobrinho, o Pernambuco, quando entrevistados, elogiaram o jeito diferente de se administrar a Prefeitura por Boni Cogo, chegando a se dizer que ele é mais administrador do que político.

Dentre as grandes obras feitas por Jair nos mandatos de 82, 92 e 2000, citamos que 80% das escolas municipais eram feitas de pau-a-pique e ele as transformou em prédios de alvenaria, foram construídas seis creches, erguido o Estádio Serrinha Horácio Cesário de Almeida, o terminal rodoviário, o parque Elza Vendrame, a melhoria do recinto da festa do peão, o Pronav, construção em parceria do prédio do Forum, o Colégio São José, poço e sistema de água que melhorou o abastecimento, a escola agrícola onde hoje funciona a UEMS e uma infinidade de realizações marcantes.

Jair Boni Cogo é o único gestor público que obteve, nas urnas, cinco mandatos de prefeito de Cassilândia, o que demonstra que sua competência administrativa e seu carisma junto ao povo o diferenciam dos demais políticos locais.

Nenhuma descrição de foto disponível.

 

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .