Rapaz que mandou matar a mãe queimada é condenado a 10 anos de prisão

Rapaz que mandou matar a mãe queimada é condenado a 10 anos de prisão

Renato foi condenado a 10 anos de cadeia por ter ordenado a morte da mãe

Renato Rosa Gomes, de 27 anos, foi condenado a 10 anos de prisão pela tentativa de assassinato da mãe, ocorrida em 2015, em Maracaju. À época, ele pagou Aparecida Farias de Souza, 31 anos, com porções de droga para que ele cometesse o crime. A vítima, Eliete Albuquerque Rosa, de 47 anos, teve o corpo incendiado e o filho ainda a viu agonizar por cerca de meia hora até chamar o socorro.

Durante o Tribunal do Júri que aconteceu nesta terça-feira (4), o Ministério Público de Mato Grosso do Sul, representado pelo Promotor de Justiça Estéfano Rocha Rodrigues da Silva, titular da Comarca de Maracaju, pediu a condenação dos réus.

Depois do crime, Renato foi preso por tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe, mediante paga, devido o emprego de fogo, mediante recurso dificultou a defesa da vítima e por feminicídio.

Aparecida era acusada tentativa de homicídio qualificado pela promessa de recompensa, uso de fogo e pelas circunstâncias que dificultaram a defesa da vítima. Ela foi condenada a 7 anos e 6 meses de prisão, em regime inicial fechado.

Conforme consta nos autos, Eliete era constantemente ameaçada de morte pelo filho. No dia dos fatos, Renato teria ficado com raiva  da mãe por ela ter chamado policiais por conta do som alto que ele escutava. Ele então deu duas “paradinhas” de droga para Aparecida para eça atear fogo em Eliete.

Renato ainda teria ficado assistindo a mãe agonizar por trinta minutos, sem chamar por socorro.

Por unanimidade, o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade do crime. O juiz condenou Renato Rosa Gomes em 10 anos e 6 meses de reclusão.Capital News

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *