Cassilândia: outras informações sobre o acidente com as carretas perto da UEMS

Duas caretas bitrem colidiram lateralmente no final desta manhã, na rodovia MS 306, no município de Cassilândia. As causas do acidente foram os temidos buracos da rodovia, que voltaram a aparecer com início das chuvas.

Acidente teria sido provocado por um caminhão boiadeiro e pelos buracos

A colisão ocorreu cerca de 10 km de Cassilândia, na descida da entrada da UEMS, local que há vários anos, sempre neste período de chuva se transforma numa verdadeira armadilha, com surgimento buracos nas duas pistas. Neste mesmo local, já ocorreram vários acidentes, inclusive tendo várias vidas ceifadas, pela falta de manutenção da Agesul.

Nesta manhã a história se repetiu, uma carreta com placas de Urania SP, que tinha como condutor Amarildo Saran, carregada com soja, com destino ao interior de São Paulo, ao desviar dos buracos, acabou colidindo lateralmente com outra carreta, com placas de Xanxerê –SC, que tinha como condutor Valmor e no interior sua esposa e filho, que nada sofreram que vinha sentindo Chapadão do Sul, com uma carga de adubo.

O motorista que provocou a colisão, ficou preso ao volante, foi retirado por outros motoristas, apenas reclamando de dores lombares e levado para a santa Casa de Cassilândia, apenas para observação.

Amarildo informou a nossa reportagem, que ele vinha atrás de um caminhão boiadeiro e quando viu já estava em cima dos buracos, ele tentou tirar lateralmente, mas acabou não conseguindo voltar e bateu na lateral da outra carreta.

Em menos de 24 anos dois acidentes devido aos buracos da MS 306

O trecho de 100 km da rodovia que liga Chapadão do Sul a Cassilândia, já está tomado de buracos, colocando a vida dos usuários em jogo.

Em menos de 24 horas já foram registrados dois acidentes, devido aos buracos da rodovia. Ontem um morador de Chapadão do Sul, para não bater em outro carro, que desviava dos buracos, teve que jogar seu carro para o mato e ter perca total do seu veículo.

E nesta manhã o prejuízo foi ainda maior com a carreta bitrem que teve a sua frente toda destruída.

No ano passado, foram registrados mais de 50 acidentes com várias mortes. E tudo indica que haverá uma repetição, caso as autoridades não tomem as devidas providencias, exigindo que seja feito um serviço de qualidade na MS 306. O Correio News

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta